Quinta, 01 de Outubro de 2020 10:21
(82)99621-8631
Dólar comercial R$ 5,62 0.11%
Euro R$ 6,61 +0.22%
Peso Argentino R$ 0,07 +0.19%
Bitcoin R$ 64.917,2 +1.461%
Bovespa 94.603,38 pontos +1.09%
Economia CONSUMO

Consumo de etanol cai em AL

Nos seis primeiros meses do ano foram comercializados 81 milhões de litros; 15,2 milhões de litros a menos que no mesmo período de 2019; meses de isolamento social registraram maior redução nas vendas

07/09/2020 13h52 Atualizada há 3 semanas
Por: Dorgival
REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) - compilados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) - indicam que no primeiro semestre deste ano Alagoas consumiu mais de 81 milhões de litros de etanol.

Em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o consumo no Estado foi de 96,2 milhões de litros do biocombustível, houve uma redução de 15,2 milhões de litros.  

Diante deste cenário de queda, o motivo provável, segundo lideranças do setor sucroenergético, teria sido o início da pandemia da covid – 19 que culminou na aplicação de medidas preventivas de isolamento social e, consequentemente, na redução do consumo.

De acordo com o levantamento, este ano, o tipo de etanol com maior comercialização foi o anidro, chegando mais de 52 milhões de litros. Nos seis primeiros seis meses de 2019, o total consumido deste tipo de etanol foi de 56,7 milhões de litros.

Misturado à gasolina, o anidro teve a maior alta de consumo em janeiro passado com mais de dez milhões de litros comercializados. Contudo, após o início da pandemia, o consumo registrou queda, chegando em alguns meses a pouco mais de sete milhões de litros vendidos.

Hidratado

Segundo os dados divulgados pela ANP, o etanol hidratado teve no primeiro semestre deste ano o consumo de 29 milhões de litros. Já no mesmo período de 2019, o acumulado foi de 39,5 milhões de litros.

A exemplo do anidro, janeiro passado foi o mês com maior alta de comercializações, totalizando oito milhões de litros. Contudo, com o avanço da pandemia as medidas de distanciamento social, em junho, o consumo caiu para pouco mais de três milhões.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.