Quinta, 13 de Maio de 2021 18:57
(82)99621-8631
Esportes Alagoas

"Ampliação de leitos Covid-19 tem evitado colapso da Rede Hospitalar", afirma secretário de Saúde

Pacientes infectados com o novo coronavírus recebem atendimento em 1.411 leitos para o tratamento da doença em Maceió e no interior do Estado

28/04/2021 14h19
Por: Redação Fonte: Agência Alagoas
Reprodução/Agência Alagoas
Reprodução/Agência Alagoas

A estruturação da Rede Hospitalar em Alagoas, somada à ampliação gradativa de leitos exclusivos para atender pacientes com a Covid-19, continua evitando a existência de filas de espera para atendimento e, consequentemente, o colapso na Rede de Saúde Pública. A avaliação é do secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, com base nos dados alusivos à ocupação de leitos que são atualizados pela Central de Regulação do Estado.

Durante a coletiva de imprensa concedida nesta terça-feira (27), que tratou sobre o Plano de Distanciamento Social Controlado, o secretário Alexandre Ayres destacou que a Rede Pública não deixou de atender os pacientes que precisaram de tratamento.

“Alagoas foi um dos poucos Estados do Brasil em que o sistema público de saúde não entrou em colapso e que não deixou de atender nenhum paciente que precisou de atendimento para o tratamento da Covid-19. Em nenhum momento da pandemia, o Estado de Alagoas registrou fila de pessoas em busca de assistência”, disse o titular da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Alexandre Ayres reforçou que esta constatação tem sido possível com a abertura dos leitos para o tratamento da doença. Desde o início da pandemia, foram abertos o Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), e os Hospitais Regionais do Norte (HRN), em Porto Calvo, e o da Mata (HRM), em União dos Palmares, além da mudança de perfil assistencial do Hospital da Mulher (HM), que foi transformado em unidade exclusiva para o tratamento de pessoas com a Covid-19.

“A aberturas de novas unidades hospitalares fez com que o nosso povo, infectado pela Covid-19, tivesse garantido atendimento público de qualidade para o tratamento da doença. Dessa forma, conseguimos definir as melhores estratégias para o combate à doença, e por isso, fizemos uma das maiores expansões na rede hospitalar em um único mês. Somente durante o mês de abril, entregamos 73 novos leitos, que possibilitaram um melhor atendimento a população alagoana. Com esses novos leitos, a rede de saúde pública passou a contar com um total de 1.411 vagas para o tratamento da Covid-19, espalhados na capital alagoana e no interior do Estado”, afirmou o secretário.

Os 1.411 leitos exclusivos para pacientes diagnosticados com o novo coronavírus são divididos em 971 leitos clínicos, 383 vagas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 57 em leitos intermediários, localizados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

“As medidas restritivas tomadas pelo Governo de Alagoas têm tem trazido bons resultados no combate à pandemia e isso vem reduzindo a taxa de ocupação dos leitos Covid-19. Todas as decisões são baseadas em análise técnica e temos trabalhado com transparência, ouvindo prioritariamente a ciência, para alcançarmos o nosso maior objetivo que é salvar vidas”, finalizou Alexandre Ayres.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.