Domingo, 13 de Junho de 2021 03:11
(82)99621-8631
Geral Fake News

É falso que não existam óbitos por Covid-19 nos hospitais militares

3.450 usuários do sistema de saúde militar faleceram em decorrência da doença; 113 deles eram militares da ativa. É a maior baixa desde a segunda guerra mundial

13/05/2021 17h15
Por: Redação Fonte: Agência Alagoas
Reprodução/Agência Alagoas
Reprodução/Agência Alagoas

Circula em grupos do Whatsapp a informação de que não existem mortes por Covid-19 em hospitais militares do Brasil. A mensagem é falsa. Apesar de não divulgar números específicos das mortes nos leitos dos hospitais das Forças Armadas, o Ministério da Defesa informou que 3.450 usuários do sistema de saúde militar vieram a óbito por complicações da doença, sendo 113 deles militares da ativa.

A mensagem compartilhada não informa o autor do texto, tem erros gramaticais e apresenta a ideia conspiratória de que a pandemia seria uma armação. “Sou da ativa e denuncio aqui, não tem morte de covid em hospitais militares, sou oficial da ativa, trabalho com mais de 2.000 homens, e nenhum morreu de Covid! Porque não tem hospital militar lotado? Resposta: hospital militar não recebe verba destinada a esse fim, logo não tem mortes. Médicos escolhem, e dão laudo de morte por covid, assim seus hospitais ganham mais $$. acordem brasileiros! (sic)”, diz o conteúdo. 

Na última quarta-feira (12), o Ministério da Defesa divulgou alguns dados internos referentes ao contágio de Covid-19 para a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados. Na ocasião, o instrutor da Escola Superior de Guerra, tenente-coronel José Roberto Pinho de Andrade Lima, revelou que, até o momento, 113 militares da ativa morreram devido a complicações causadas pela Covid-19. 

De acordo com Lima, 84.601 usuários do sistema de saúde militar - militares da ativa, da reserva, dependentes e pensionistas - foram infectados pelo novo coronavírus e 3.450 acabaram falecendo em decorrência das complicações causadas pela covid-19. 

Entre os infectados, 54.791 eram militares da ativa, o que representa 16% de todo o efetivo das Forças Armadas. Entre estes, 113 não resistiram e morreram. O tenente-coronel demonstrou preocupação com o aumento dos óbitos nas Forças. De acordo com ele, o número de mortes cresceu 11% nos últimos 15 dias. “É a maior perda de militares da ativa desde a Segunda Guerra Mundial”, disse.

Sobre a acusação de que médicos receberiam algum valor adicional por atestado com o diagnóstico de Covid-19, a informação já foi esclarecida pelo Ministério da Saúde e, portanto, também é falsa.

Alagoas Sem Fake

A editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. A iniciativa tem o objetivo de combater a desinformação. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui para enviar agora.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.