Domingo, 13 de Junho de 2021 02:43
(82)99621-8631
Geral Alagoas

Governo do Estado vai investir R$ 1 bilhão na duplicação de rodovias até o final de 2022

Governador e o secretário do Transporte e do Desenvolvimento Urbano autorizaram, nesta segunda-feira (7), duplicação de novos trechos da AL-220 Compartilhe:FacebookTwitter

07/06/2021 17h25
Por: Redação Fonte: Agência Alagoas
Foto: Reprodução/Agência Alagoas
Foto: Reprodução/Agência Alagoas

O Governo do Estado vai investir, até o final do próximo ano, R$ 1 bilhão em obras de duplicação de rodovias em todas as regiões. No total, serão implantados 597 km. Isso representa um acréscimo de 1.890% na malha viária estadual, uma vez que, até 2015, Alagoas só havia duplicado acanhados 30 km. Seguindo em frente com o programa de expansão, o governador Renan Filho e o secretário de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, assinaram, nesta segunda-feira (7), as ordens de serviço para a duplicação de mais dois trechos da AL-220: Arapiraca - Major Izidoro e Major Izidoro - Olho D’Água das Flores.

“Na economia tem um termo que se chama externalidade positiva de uma obra. A implantação de uma estrada tem externalidade positiva de um para cinco. Ou seja, para cada Real que o Estado investe, o setor produtivo investe mais cinco na economia. O que isso significa? Se a gente está investindo R$ 1 bilhão em rodovias em Alagoas – com recursos próprios e operações de crédito – serão investidos outros R$ 5 bilhões pelo setor produtivo”, citou Renan Filho, durante seu discurso.

A solenidade de assinatura das ordens de serviço foi realizada no auditório Aqualtune do palácio República dos Palmares. Toda a duplicação, que vai de Arapiraca até Delmiro Gouveia, terá 157,3 km de extensão. Os dois primeiros trechos, cujas obras foram autorizadas nesta segunda-feira, somam 77,66 km e receberão investimentos da ordem de R$ 190 milhões.

“Essa obra vai ajudar muito o desenvolvimento integrado do interior do Estado”, pontuou Renan Filho. 

Os outros dois trechos a serem duplicados totalizam 79,64 km de extensão e vão de Olho D’Água das Flores ao distrito de Piau, em Piranhas; e de Piau até Delmiro Gouveia. “Nós vamos avançar com as obras, até porque no Sertão chove menos do que nas outras regiões do estado. A nossa intenção, conforme o planejamento traçado é, até o final do próximo ano, entregar essas rodovias à população”, complementou Mosart Amaral, ao se referir à duplicação da AL-220.

“Vamos fazer esse dois trechos e, daqui a alguns dias, vou lançar os outros dois. Os quatro trechos serão tocados ao mesmo tempo, somando-se ao trecho Arapiraca / São Sebastião e Arapiraca / Palmeira dos Índios. Todas essas obras vão ser tocadas ao mesmo tempo, além das obras para o Norte de Alagoas. Teremos um bom tempo para avançar muito e entregá-las ainda dentro do nosso governo. Esse é o nosso compromisso e é por isso que vamos trabalhar firme”, assegurou o governador. 

Turismo e desenvolvimento

Presentes à solenidade de assinatura das ordens de serviço, os prefeitos de Arapiraca, Luciano Barbosa; e de Delmiro Gouveia, Ziane Costa, destacaram a importância da duplicação da AL-220, que vai beneficiar diretamente 12 municípios do Agreste ao Sertão.

“Nossa região tem muito potencial para crescer com o turismo e tudo será facilitado com essa obra de duplicação”, ressaltou Ziane Costa.

Luciano Barbosa afirmou que o programa de duplicação implantado pelo Governo valoriza o interior de Alagoas e favorece o desenvolvimento econômico de todo o Estado, de forma integrada.

“Trata-se de uma espinhal dorsal, de um corredor de tráfego para onde vai se expandir todo o Estado de Alagoas. Eu tenho certeza absoluta que será um indutor do desenvolvimento econômico”, avaliou Luciano Barbosa.

O Governo do Estado já executou 121,1 km de obras de duplicação, incluindo os três trechos da AL-220: da Barra de São Miguel a São Miguel dos Campos; de São Miguel dos Campos a Campo Alegre e de Campo Alegre até Arapiraca. Outros 254,92 km estão sendo implantados e mais 221,2 km estão em fase de projeto.

“Com essas artérias que são construídas agora, num corpo que se chama Alagoas, o sangue bombeado chega a todas as partes de maneira a produzir vida. É isso o que significa a construção de uma malha rodoviária robusta, efetiva e que propicia o desenvolvimento”, concluiu Renan Filho.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.