Terça, 25 de Janeiro de 2022 01:06
(82)99621-8631
Geral Brasil

Sobe para 20 o total de mortes causadas pelas chuvas na Bahia

Mais de 430 mil habitantes do estado foram afetados pelos temporais

27/12/2021 15h30
Por: Alexandre Vieira Fonte: Metrópoles
Reprodução
Reprodução

O número de pessoas mortas em consequência das fortes chuvas que atingiram a Bahia nos últimos dias subiu de 18 para 20. Mais de 430 mil habitantes do estado foram afetados pelos temporais. As informações estão sendo divulgadas pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec), que contabilizou 18 mortes. As duas vítimas mais recentes foram registradas pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna.

A 19ª vítima foi identificada como Felipe Duarte Garcia, de 21 anos, que residia no bairro Jorge Amado. O jovem estava desaparecido desde o último domingo (26/12). Seu corpo foi encontrado às margens do Rio Cachoeira, nas proximidades do bairro Urbis IV. De acordo com moradores, Felipe foi carregado pela correnteza enquanto passava pela BR-415.

A 20ª vítima é Maria das Neves Souza dos Santos, 33. A mulher morava na Vila da Paz, uma região ribeirinha entre a BR-415 e o Cachoeira, na saída de Itabuna para Ilhéus. A estrutura da casa onde Maria residia desabou sobre ela na madrugada de domingo. Em publicação nas redes sociais, Costa também informou que estenderá a oferta de crédito de até R$ 150 mil sem juros para todos os comerciantes atingidos por enchentes. O petista ainda prometeu apoiar agricultores que perderam a produção devido à força das águas.

O governador decretou, nesse domingo (26/12), situação de emergência em mais 47 municípios devido aos estragos causados pelos temporais. Com isso, subiu para 72 o número de cidades nesta situação. Pelo menos duas barreiras se romperam. “Na história recente da Bahia, não lembro de tragédia tão grande”, disse Rui Costa.

Em algumas localidades, rios subiram 10 metros e deixaram municípios inteiros cobertos. Há estradas bloqueadas por deslizamentos. Com isso, moradores de alguns distritos estão completamente isolados, o que dificulta as operações de salvamento. Presa em casa alagada com outras 28 pessoas, a empresária Julia Netto pediu ajuda pelas redes sociais para sair de onde mora em Ilhéus, no sul da Bahia. Usando as redes sociais, Júlia mostrou fotos da parte baixa da casa toda inundada e avisou que a água não para de subir. A família está sem água e sem energia elétrica.

“Nossa situação é desesperadora. A correnteza está muito forte. Não tem como ser resgatado de helicóptero. Precisamos de alguém com um barco, lancha, o que tiver, urgente. Não tem como mais passar tempo aqui. Estou desesperada”, disse a moradora, no apelo divulgado nas redes sociais. O governador sobrevoou municípios atingidos e explicou que o aumento no número de cidades em situação de emergência se deu pela cheia de rios, que continuam a subir: “Embora a chuva tenha dado uma trégua, a água continua subindo muito naquelas cidades que estão abaixo de barragens, abaixo de rios”.

Casas, lojas e agências bancárias amanheceram alagadas nesse domingo (26/12), no centro do município de Itabuna, no sul do estado, após o Rio Cachoeira subir nove metros. Segundo a prefeitura do município, apenas no sábado, foi registrada uma chuva de 107 milímetros na região. Mais de 600 famílias ficaram desabrigadas ou desalojadas.

Circula, nas redes sociais, uma série de imagens de moradores do sul da Bahia tentando recuperar pertences após o estrago deixado por fortes chuvas na região. Neste domingo, o vídeo de um idoso sendo resgatado com água na altura do peito viralizou na internet. Nessa segunda-feira (27/12), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), prometeu que vai reconstruir as casas das mais de 16 mil pessoas desabrigadas após tempestades.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Maceió - AL
Atualizado às 00h59 - Fonte: Climatempo
25°
Nuvens esparsas

Mín. 23° Máx. 32°

25° Sensação
6 km/h Vento
89% Umidade do ar
83% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (26/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 32°

Sol e Chuva